pr. eguinaldo

“Uma pergunta imediatamente ocorre a quem estuda o período hitlerista : Como tudo aquilo foi acontecer ? “ (Biblioteca da História, vol 5, p.9).

“Como pode, numa Alemanha já arrasada pela 1ª Guerra, um obscuro ex-cabo do exército alemão, encarregado de investigar atividades de um novo partido político, acabar se filiando a ele, transformá-lo no enorme partido nazista e detonar a 2ª Guerra Mundial ? Que fenômeno é este que com respaldado no apoio do povo alemão ...  Hitler, dizimou milhões de judeus” (O que é Nazismo ?, João Ribeiro Jr., contracapa)
“A questão que se põe é a de saber como é que tudo isto foi possível em pleno século XX e em regiões que passam por ser as mais civilizadas do Universo” (Do jornal Le Monde, citado em O Despertar dos Mágicos, p.224)
"... como foi possível acontecer tudo aquilo e quem foi afinal, o homem que carregou a responsabilidade política?" (O Segredo de Hitler, Lothar Machtan p. 9)

Hitler foi um pesadelo, um homem inexplicavelmente possuído, que de forma inexplicável arrastou milhões por um caminho de destruição jamais visto ha história. Esse fato fez com que a idéia de um anti-Cristo passasse de uma mera divagação religiosa a uma possibilidade histórica. O nazismo pode até ser explicado em parte, mas não totalmente, por fatores sociais, políticos e econômicos. Muitas coisas, porém permanecem humanamente um mistério.

Muitos historiaram e continuam historiando a seu respeito. Alguns trabalharam com uma objetividade extrema, buscando rigor científico em suas análises. Outros, menos afeitos a critérios pré-determinados, destacaram na vida de Hitler certos detalhes verdadeiramente curiosos. Outros é verdade, se entregaram a toda sorte de fantasias. Todavia, todos eles toparam com o mistério dessa pessoa e do movimento por ele criado.

O volume de literatura produzida sobre o homem e o período é imenso e está longe de se esgotar. Justamente por sua excentricidade, ainda desperta a curiosidade de muitos, que entre fatos e ficções se debruçam tentando entender. Ninguém afirme que tudo é muito claro e simples. Ninguém diga que o homem Hitler era como outros líderes surgidos ao longo da história. Tivemos outros homens que em pouco tempo criaram um império,  como Gengis Kahn. Outros que foram extremamente cruéis, como os reis assírios. Alguns que tiveram origem humilde como Napoleão. E outros muitos, cada com suas peculiaridades. Nenhum como Hitler.

Sua figura apavora. Ninguém consegue vê-lo sem associá-lo com a idéia de monstro. Apesar de seus feitos impressionantes, ninguém ou muito poucos querem usá-lo como modelo e exemplo até mesmo de líder ou de político. Assim é. Um arrepio percorre a espinha daqueles que encaram em seus olhos. Ele foi que como uma mancha muito escura no suposto caminho de progresso da humanidade. Se ele tivesse surgido na Roma antiga talvez não tivesse chocado tanto. Todavia, sua presença em pleno século XX tornou-se um incomodo e uma incógnita para muitas mentes pensantes.

Por esse motivo, um perfil comparativo entre Hitler e a figura bíblica do anticristo é sem dúvida um assunto fascinante. Mesmo para aqueles que têm a Bíblia por ficção, a realidade envolvendo este homem torna suas advertências bastante plausíveis.

Pr. Eguinaldo Hélio de Souza
Pastor, Professor de Teologia no Seminário Vale da Benção;
Palestrante nas áreas de escatologia, casais e seitas;
Jornalista; Articulista da revista Saber & Fé;
Autor do Curso e Apologética Aplicada pela Saber & Fé;
Editor do site www.ultimascoisas.com.br;
Autor dos livros: Lições de Amor, Novas Lições de Amor, Visitação de Deus e Epopéia Vicentina.

Estes textos são resumo do assunto miAnistrado no SIM ISRAEL 2010. Quem desejar o estudo completo pode pedir os  DVDs Através do site pelo Sim Responde, Clique Aqui!

#Compartilhar

Adicionar comentário

Se o seu comentário for considerado de forma ofensiva ou fora da política do website ele irá ser excluído.


Código de segurança
Atualizar